sábado, 16 de fevereiro de 2008

Momento nóia.

Às vezes me pego pensando e agindo de modo estranho. Como se não fosse eu mesma. De um jeito que não é meu e que sempre critiquei nas pessoas. Estranho. Bizarro. Mas, por quê?
CONVIVÊNCIA.
Cada ser humano é de um jeito. E devemos respeitar as diferenças. Até aí, ok. Respeitamos, mas não concordamos. Eu, particularmente, não concordo com muitas atitudes alheias. Mas respeito.
Pois é. Dia desses me peguei agindo como uma pessoa que me irrita profundamente, que sempre critico, mas que, por motivos profissionais, tenho que conviver com esse ser todo dia útil (ou inútil, depende do ponto de vista).
Quando me dei conta, fiquei com vergonha e um pouco de raiva de mim. Não quero me transformar em uma pessoa SEM NOÇÃO. E o pior... percebi que não foi a primeira vez. Parei pra pensar sobre o assunto.
Quantas e quantas vezes me peguei agindo como a minha mãe, daquele jeito que me irritava tanto anos atrás e que ela dizia: "um dia vc vai me agradecer por isso".
É. Tenho que me corrigir o tempo inteiro para me transformar realmente em quem eu quero ser.
Minha cabeça ferve com pensamentos assim aos vinte e poucos anos...

Um comentário:

mamãe disse...

saudade da sua mami!